11 de setembro de 2010

Crazy

2° Lugar - Palavras Mil

    De onde eu vim, odiar não tem duplo sentido. 
    Bom, parece que para ele tem. E deve significar "Eu faço tudo o que você quiser", já que faz duas horas que estou sentada nesse banco traseiro, implorando para voltar para casa. Mas agora Jonathan resolveu dar uma de guarda-costas e proibir minha viagem de avião, me obrigando a ir de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro de carro. E, já que pra mim odeio não tem duplo sentido, eu o odeio! 
    - Me leve para casa! - repeti. 
    - Não. - respondeu sério. - Seu namorado me pagou cinquenta reais para eu não deixar você entrar naquele avião. E eu não tenho condições de recusar grana fácil, entende? - riu - Qual é? Não é tão ruim assim!
    - Escuta bem, Jon - disse entredentes - Eu não sua amiga, não sou sua namorada e não preciso obecer suas regras. Você não passa de um idiota com a cueca para fora da calça. 
    - Anda olhando demais, não é, Mel?
    - Vai pro inferno!  
    Ele resmungou um palavrão. 
    - Diga que me odeia. - exigi. 
    Silêncio.
    - Diga! 
    - Eu não te odeio, Melissa. - respondeu por fim. 
    - Como assim não? 
    - Por quê? - me olhou pelo espelho retrovisor. - Quer que eu te odeie? 
    - Talvez... - mordi o lábio inferior - Eu bem que mereço.
    Jon não disse nada. 
    Deitei no banco traseiro e me calei. Tudo ficava melhor quando eu calava minha boca. Vi os olhos dele me espiarem mais uma vez antes de se voltarem para a estrada. Fiquei olhando seus cabelos castanhos, distraída. Como meu namorado pode confiar tão pouco em mim?
    Mal percebi quando comecei a chorar. Um choro calmo demais para ser notado. 
    - Vou terminar com Zack. - falei de repente. 
    - Ah... - murmurou.
    - Não quer saber por quê?
    - Deixe-me adivinhar... - sorriu, irritado - Conheceu outro cara e está totalmente apaixonada. E, o cara também está apaixonado por você. O que não é surpresa nenhuma, porque praticamente todos os caras te amam. Você é linda e eu entendo isso. - respirou fundo, tentando se acalmar - Mas por que eu ia querer saber?
    - É, tem razão... - engoli mais lágrimas - É grosso demais para se importar comigo. 
    Vi sua expressão desmoronar. 
    - Desculpa, Mel... - gemeu - Não queria te magoar. 
    - Esquece - resmunguei.
    Ajoelhei no banco e pedi que encostasse o carro. Ele o fez, tentando se redimir. Um vento forte batia, embolando meu cabelo. Tampei seus olhos e ri. Ele continuava calado, mas sorria. Baixei a cabeça na altura de sua orelha. 
    - Eu te amo, seu idiota. 
    Ele largou o volante e buscou meus braços, puxando-me para o seu colo. Seus olhos estavam mais azuis do que costumavam ser. Queimavam por dentro. Amor ou ódio o estavam consumindo. Ou os dois. 
    - Nesse caso. - disse - Esquece o que eu disse, tá?
    - Arrã.  - concordei - Temos que chegar hoje ainda, não é?
    - Infelizmente... - sussurrou. 
    Ri mais uma vez, voltando ao banco traseiro. Nosso primeiro beijo teria que esperar.
   Jonathan deu a partida e voltou à estrada. Algo me dizia que aquela viagem não seria igual as outras...

"It's awkward and silent
As I wait for you to say
What I need to hear now,
Your sincere apology"
- Seven Things, Miley Cyrus -

   
Notas da autora:
- Pauta para o Palavras Mil
- Foto do We♥It
- Outro link aqui

13 comentários:

DILERMArtins disse...

Mas bah, Leeti.
O que eu acho? Acho que sua lixeira tem luxo!
Ótima história, parabéns e boa sorte no Palavras Mil.
Abração.

Monique Premazzi disse...

Não acredito! Eu jurava que ia ter um beijinho no final, já tava até ficando contente com a história. Mesmo assim, ficou uma graça e boa sorte no palavras mil *-*

AMEEEEEEEEI a referencia da musica da minha bebê *-* xx

Ariane Roscéli @' disse...

Lindo, lindo, lindo, lindo, lindo *--------*'
Mais uma vez,parabéns,Leeti ♥

Sandra disse...

A MINHA VIAGEM ESTÁ NA POSTAGEM DO DIA 09.09.
VOU TE ESPERAR POR LÁ NA INTERAÇÃO DE AMIGOS. http://sandrarandrade7.blogspot.com
até mais.
sandra

Sandra disse...

CURIOSA está em comemoração. Vou te esperar para comer uma fatia de bolo.
Desculpe não ter vindo antes avisar. Mas ando mesmo sem tempo.
Carinhosamente,
Sandra

Amigos são aqueles botões de rosas que se abrindo lentamente e exalando o seu perfume pelos caminhos que trilhamos.

Irene Moreira disse...

Leeti
Adorei eu texto. Que imaginação e não esqueceste de cada detalhe.
Boa sorte no palavras mil.

Milena disse...

to te seguindoo.. me segue tbm??

bjss

http://avidademalu.blogspot.com/

mila disse...

aaah, adorei a história! *-*

Jéssica Fiaz disse...

Olá, como vai? Eu queria convidar você que gosta de escrever - blogueiros ou não - para participarem do projeto "De onde veem as letras?".

A cada semana são dois desafios: um de leitura de imagens e um outro variado. E a cada semana teremos dois vencedores: um blogueiro e um outro não-blogueiro. E os textos serão publicados no blog: http://deondeveemasletras.blogspot.com/

Para se cadastrar e saber mais informações visite nossa comunidade: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=106177803

Obrigada!

Gêsa disse...

Parabéns, mais que merecido.
Adorei seu texto. (:

http://publicidadesaltoalto.blogspot.com/

laura schmidt disse...

muito bom, parabéns :D

Patrícia disse...

Oh Meu Deus! Lindo, adorei de verdade. Caramba, você escreve bem. Continue assim, voltarei mais aqui.

Bell Souza disse...

o link que vc postou para a edição poemas não tem poema algum. ele redireciona para a página inicial.